ENGLISH

FRESH RSS

Limpar o Bairro.







A câmara de Lisboa começou as obras para limpar o Bairro Alto.
Limpar os tags, os graffitis, stencils, inclusivé obras de vários artisas do Museu Efémero.
As obras começaram hoje na Rua das Salgadeiras e continuarão pela Rua do Norte subindo por todo o Bairro Alto.
Será uma medida que vai a ajudar o Bairro Alto?
Deixa um comentário com a tua opinião.

18 comentarios:

eime disse...

para além do trabalho imenso que vão ter e do dinheiro investido, penso que nada adiantará, se o objectivo for mesmo de limpar os prédios dos grafitis e restantes pinturas, porque uma arte tão efémera como esta, só nos vai permitir que com paredes limpas, pintemos mais.
isto é mesmo o meu lado racional a pensar porque o ideal seria manter o espaço de bairro alto limpo, ou pelo menos, menos sujo.
Isto é mais uma renovação do que uma limpeza... para quem estiver por Lisboa, boas pinturas.

Dios disse...

Paredes sin graffitis, es un pueblo sin palabra.

Anônimo disse...

Acho uma iniciativa boa.
Assim abre espaço para novos artistas fazerem suas obras em uma página nova, em branco.
Bom para quem pinta, efêmero é isso mesmo.

Anônimo disse...

Se quiserem acabar com a arte urbana no Bairro Alto, terão de acabar com o próprio Bairro Alto. Não creio que as limpezas sirvam de muito, pois para quem lá pinta é o virar da folha. E o Museu que falam? Vai morrer? Se sim esperemos que se faça outro no futuro. Afinal estão a "construir novas instalações."

Pedro Neves disse...

de facto estou a trabalhar com a CML desde janeiro a dizer precisamente que estão a deitar dinheiro para a rua quando pintam o bairro de branco... fiz um encontro sobre o assunto com o titulo de o "futuro das paredes do bairro alto" na ZDB, desde então que desenvolvi um programa a longo medio prazo de debates e workshops o qual espero que tenha repercursões, tenho tentado contactar com a organização do museu efemero e tem sido dificil... pois não sei por onde pegar, pela bebida alcoolica e a sua actividade promocional de associação a um movimento livre, ou com o MAL e a sua pouca ou nenhuma envolvencia com o meio do graffti e street art nacional, ou com a leoburnett agencia responsavel pela conta xuruda que financia este blog e respecitva iniciativa publicitaria...

sou desde cedo o primeiro a dizer face a face com os tecnicos da CML que pintar de branco é deitar dinheiro de todos nós ao lixo, logo estou envolvido sériamente com a materia de tentar elevar a qualidade das intrevenções, passo a passo estou em querer que irá ser possivel encontrar os concensos, proncipalmente quando voltarem a encontrar as pinturas de branco com intrevenções cada vez mais agrassivas.

Anônimo disse...

Pasé por Bairro Alto, me encantó ver tanta arte, tanta emoción, tanta expresión, tanta vida. Ojala que se mantenga, por más que lo pinten una y mil veces. Pablo.

mary jane disse...

Nao ha muito a fazer a nao ser pintar por cima.
Novos artistas virão.

Anônimo disse...

É sempre complicada esta discussão. Por um lado, é certo que o Bairro Alto não pode continuar assim porque está "poluído" demais com a quantidade de rabiscos. Por outro, vai ser uma pena perder uma série de obras de qualidade feitas por artistas com imenso talento. Mas também, pensando bem, o Museu Efémero é isso mesmo...

Anônimo disse...

Por um lado é deitar dinheiro fora. Por outro é abrir uma nova página da história artística do Bairro. Pena é quem ache que "rabiscos" é arte. Tags, que só cagam paredes e estragam a verdadeira arte de pessoas que têm talento e criam vida numa parede.

aLexandre cArdoso disse...

Não concordo. Estão apagando a alma do bairro alto.

Joana disse...

Acho que há tantas coisas com que a câmara se devia preocupar primeiro antes de "limpar" as paredes do bairro. Mais uma inciativa sem sentido, de uma câmara agarrada ao passado que não sabe aproveitar o potencial de uma cidade que tem muito para dar.
É gastar dinheiro em algo que não vai durar mais de um mês.. As paredes vão voltar a ser o que eram.
Quanto ao Museu Efémero vai ter a oportunidade de expor novas obras de arte! :)

Pinto disse...

Criticamos constantemente o nosso país e muitas vezes com razão! o problema não é a matéria-prima, pois temos artistas que expandem a sua arte pelo mundo fora! o problema é que vamos de mal a pior...aviso desde de já que estive noutro país, onde em tempos houve um sr. de bigodezito que o governava, e tentou conquistar o mundo. Nesse mesmo país, que por tantas adversidades passou, é um país onde a cultura nunca se perdeu, e quando não se perde cultura artistica, ganha-se respeito, ganha-se autenticidade...ganha-se aquilo que nos falta respeito pelo que é nosso...
"Até lá" pouco ou nada me irá impressionar...

Anônimo disse...

Palhaçada...
as prioridades estao todas trocadas

Anônimo disse...

Mais importante que as paredes seria limparem as ruas para solucionar o constante cheiro a lixo e urinol público.

Anônimo disse...

Resta também saber o futuro do Museu Efémero. Há ainda muito talento para reconhecer!

rcalmada disse...

O pais devia era limpar as paredes....e não estragar a arte!!!

http://censuraurbana.blogspot.com/

inversiva disse...

sofremos de um mal que infelizmente ainda é comum em muitos sítios. as fantásticas obras de arte feitas feitas pelos street artists estão costantemente a ser 'taggadas' e escrevinhadas em cima, o que consequentemente torna as paredes um emaranhado de riscos sem se perceber o que outrora lá foi criado. é isto q dá ao bairro o 'mau' aspecto q ele tem.

a pintura em branco por cima vai ser uma nova tela pronta a decorar e posteriormente estragar, como tem sempre vindo a acontecer.

civismo e respeito, seja por quem for.

Anônimo disse...

Temos por exemplo o muro de Campolide ao lado das Amoreiras ao qual considero os graffitis obras de arte. No bairro alto os artitas podiam ter o mesmo estilo de atitude. Vão ser precisos muitos workshops e campanhas de sensibilização "in loko" para mudar as mentalidades de quem polui visualmente só por poluir. Tem que haver regras e saber fazer distinção por exemplo entre pedra, parede, azulejos, monumentos, etc... O ideal é que haja um equilibrio.

MANIFESTO

O que é ou não é arte?

Esta pergunta vem sendo respondida de formas diferentes desde há séculos. Nós, Pampero Fundación decidimos expressar a nossa, deixando o nosso testemunho.

Para ser um verdadeiro artista, são precisos anos de trabalho, estudo e dedicação, sem importar qual a escola, desde a universidade, até por vezes à própria rua. É a estes artistas, que queremos dar o nosso reconhecimento. Queremos colocar-lhes uma lupa, para que a arte que vemos todos os dias não passe despercebida.

Acreditamos que tanto o artista como a sua obra, muda, transforma-se, evolui, vive. É por isso que as obras do Museu Efémero durarão aquilo que tiverem que durar. Porque é esse o espírito.

Isto é apenas o começo. Pampero Fundación vai continuar a apoiar os artistas que estejam a crescer. Aqui e brevemente em todo o mundo. Quer sejam pinturas, fotografia, uma t-shirt, um livro ou uma instalação numa galeria.

Por isto criámos o primeiro Museu Efémero do mundo.

Como funciona

Para visitar o Museu Efémero, só precisas de imprimir o mapa que te permitirá saber onde estão as obras que fazem parte do museu, fazer download do audioguia e já está.

Estás pronto para saíres com o teu leitor de mp3 e conhecer tudo sobre os artistas do primeiro museu de arte efémera do mundo.

Uma boa ideia seria acompanhar o passeio com um Dirty Pampero bem gelado.

podcast download

mapa bairro alto

WALLPAPERS

OLD HEADERS


Header Novembro 2008


Header Outubro 2008


Header Setembro 2008


Header Agosto 2008


Header Julho 2008